Bolsonaro e Haddad, terão que ir a um segundo turno para decidir quem será o presidente do Brasil

By on 8 de Octubre de 2018 0 137 Views

Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL), que teve 46,06% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PSL), que teve 29,24%. Terão que ir a um segundo turno para decidir quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos.
O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, foi o mais votado em 16 Estados e no Distrito Federal, e só ficou atrás de Fernando Haddad (PT) nos oito Estados do Nordeste. Mas Bolsonaro teve a vitória mais acachapante no Estado dei Santa Catarina, onde ficou na casa dos 65%, contra 15% de Haddad.
Ciro Gomes (PDT) ficou com 12,47%, Geraldo Alckmin (PSDB) teve 4,76% e João Amoêdo (Novo) contabilizou 2,5%. Enquanto o Cabo Daciolo (Patriota) teve 1,26%, Henrique Meirelles (MDB) ficou com 1,20% e Marina Silva (Rede) teve 1%. A abstenção foi a maior desde 2002.
Após a confirmação do resultado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode “dar mais um passo à esquerda” porque, segundo ele, está “à beira do caos. Ele falou em “unir o nosso povo, unir os cacos que nos fez o governo da esquerda no passado”.
Haddad também se referiu à necessidade de união. “Queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual”, declarou. O presidenciável do PT disse que, para isso, contará com “uma única arma: o argumento”.
No dia 28 de outubro, será a data do segundo turno das eleições 2018.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: