Brasil liderou pela quarta vez consecutiva os Jogos Parapan-Americanos Lima 2019

By on 6 de Septiembre de 2019 0 69 Views

A delegação brasileira que participou dos Jogos Pan-Americanos, voltou ao país depois de quebrar recordes na edição deste ano 2019, que também aconteceu na capital peruana e se encerrou neste domingo, 1 de setembro. Com 124 ouros e 308 medalhas no total. Os brasileiros garantiram a liderança dos Jogos Parapan-Americanos pela quarta vez consecutiva e superaram a marca histórica do México no primeiro Parapan, em 1999, quando o país latino conquistou, em casa, 121 medalhas de ouro e 307 no total.
Já com o primeiro lugar garantido, que veio com 66 medalhas de ouro a mais que segundo colocado Estados Unidos, o Brasil conseguiu bater o recorde mexicano no último dia do Parapan. Nas finais de bocha, badminton e ciclismo de estrada, os paratletas do país ganharam quatro ouros, duas pratas e três bronzes antes da cerimônia de encerramento, no domingo. A medalha que permitiu que o Brasil fizesse história foi a de ouro no ciclismo de estrada, vencida pelo paulista Lauro Chaman.
Com menos da metade das medalhas de ouro brasileiras, os Estados Unidos também alcançaram o melhor desempenho do país em Parapans com o segundo lugar: 58 ouros, 62 pratas e 65 bronzes, 185 medalhas no total. A delegação americana havia ficado em quarto lugar na última Paralimpíada, quatro posições a frente do Brasil, mas optou por não levar seus principais paratletas à Lima. Bicampeão parapan-americano, o México ficou em terceiro com 55 ouros e 158 medalhas no total.
Esta foi a quarta vez no torneio que o Brasil ficou em primeiro lugar , somando 2019 às conquistas de 2015 (Toronto), 2011 (Guadalajara) e 2007 (Rio de Janeiro). Nos outros dois torneios, na Cidade do México, em 1999, e em Mar del Plata, em 2003, o México foi o vencedor e os brasileiros ficaram com a segunda colocação.
O que possibilitou o recorde brasileiro neste ano foi a maior delegação da história do país, com 337 desportistas e 513 pessoas. O esporte que mais premiou o Brasil foi a natação: foram 126 medalhas, 53 delas de ouro. Daniel Dias reforçou sua soberania em Parapans e saiu com seis ouros de Lima; aos 31 anos, o paulista nunca perdeu nenhuma das 33 provas que disputou na história da competição. O atletismo, do recordista mundial de 100 e 200 metros rasos Petrúcio Ferreira, deu 33 ouros e 84 medalhas no total, sendo dois ouros e uma prata conquistadas pelo paraibano. O tênis de mesa, com nove ouros e 24 medalhas, ficou em terceiro lugar no quadro brasileiro.
Ao fim do Parapan, o chefe da delegação brasileira Alberto Martins afirmou em entrevista ainda no Peru que a estratégia para o próximo Parapan-Americano, em Santiago-2023, pode ser semelhante à de EUA e Canadá, que utilizam a competição para poupar os principais atletas e desenvolver os mais jovens. “A nossa meta interna era superar Toronto-2015 em todos os quesitos. Agora, temos de pensar se não vale a pena não nos mostrarmos muito ao mundo em certo momentos, já que o Brasil se torna o país a ser derrotado”, afirma Martins, que viu sua delegação levar 49 medalhas a mais que há quatro anos. “O planejamento agora é para [as Paralimpíadas de] Tóquio-2020 e Paris-2024. A ideia é a gente estar sempre no top 10”. Nas Paralimpíadas do Rio, o país terminou em oitavo, com 14 ouros, 29 pratas e 29 bronzes.

QUADRO DE MEDALHAS DO PARAPAN DE LIMA

1º lugar.
Brasil: 124 ouros, 99 pratas e 85 bronzes – 308 no total.

2º lugar.
Estados Unidos: 58 ouros, 62 pratas e 65 bronzes – 185 no total.

3º lugar.
México: 55 ouros, 58 pratas e 45 bronzes – 158 no total.

4º lugar.
Colômbia: 47 ouros, 36 pratas e 50 bronzes – 133 no total.

5º lugar.
Argentina: 26 ouros, 38 pratas e 43 bronzes – 107 no total.

6º lugar.
Canadá: 17 ouros, 21 pratas e 22 bronzes – 60 no total.

7º lugar.
Cuba: 13 ouros, 10 pratas e 16 bronzes – 39 no total.

8º lugar.
Chile: 11 ouros, 12 pratas e 11 bronzes – 34 no total.

9º lugar.
Equador: 5 ouros, 6 pratas e 5 bronzes – 16 no total.

10º lugar.
Peru: 5 ouros, 3 pratas e 7 bronzes – 15 no total.
Adere a

  Esporte

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: