“Continuamos em alerta e trabalhando para que o Brasil realmente vença este obstáculo”, diz Bolsonaro

By on 28 de Abril de 2020 0 208 Views

Nesta segunda-feira (27), o presidente da República, Jair Bolsonaro, concedeu entrevista aos jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada e reforçou a preocupação em salvar vidas e também preservar empregos devido à pandemia do novo coronavírus. “Continuamos em alerta e trabalhando para que o Brasil realmente vença este obstáculo agora e volte para o caminho da prosperidade”, disse.
Bolsonaro deu a declaração ao sair de uma reunião com os ministros da Economia, Paulo Guedes; da Agricultura, Tereza Cristina; da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas; e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que também falaram com os jornalistas.

CONFIRA OS PRINCIPAIS PONTOS:

ECONOMIA
O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou que o Governo Federal segue trabalhando no compromisso de manter a economia em crescimento. “É claro que o mundo inteiro está gastando mais, por causa da crise. Então, nós também temos que gastar mais. Só que é um ano excepcional, extraordinário. Este ano mesmo já voltamos com as reformas e, no ano que vem, nós já vamos estar certamente crescendo com os investimentos em saneamento, petróleo e gás, infraestrutura, logística. Então, nós seguimos firmes no nosso compromisso. (…) Nós vamos surpreender o mundo de novo! Surpreendemos no ano passado e vamos surpreender novamente”, enfatizou.

AGRICULTURA
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, destacou que, mesmo com a pandemia, o Governo Federal conseguiu manter o abastecimento de alimentos do País funcionando normalmente, desde o primeiro momento. “Da porteira para dentro e da porteira para fora, as coisas estão funcionando, e este mês teremos recorde das exportações brasileiras. É o Agro alimentando o seu povo e ainda com excedente para ajudar na balança comercial.”

INFRAESTRUTURA
O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, falou sobre algumas ações já em andamento, como os leiloes de concessões. “Nosso programa de concessões, que é muito vigoroso e sofisticado, continua andando e, no segundo semestre, teremos leilões para a gente chegar nos R$ 250 bilhões de investimento privado, que é nossa meta”, disse.

BANCO CENTRAL
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reafirmou o compromisso de manter o controle de preços e a solidez do mercado. “O Banco Central foi o primeiro banco central do mundo que tomou medidas grandes de liquidez e de capital para deixar o sistema financeiro sólido.  A gente tem visto o resultado disso, a concessão de crédito voltou a crescer. Obviamente existe ainda um preocupação de o crédito chegar no empresário pequeno”, destacou.

 

 

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: