Grêmio e Inter empatam por 0 a 0, com briga generalizada pelos jogadores e oito expulsos.

By on 13 de Marzo de 2020 0 305 Views

O primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores da América acabou manchado por uma briga generalizada protagonizada pelos jogadores de Grêmio e Inter na noite desta quinta-feira, na Arena. No fim, oito expulsões e um placar sem gols pelo Grupo E da competição continental.
Aos 40 minutos do segundo tempo, após dividida entre Moisés e Pepê na lateral de campo, os dois atletas se estranharam e trocaram xingamentos. Ao invés de conter os ânimos, titulares e reservas colocaram mais lenha da fogueira e iniciaram uma confusão generalizada.
Os dois que iniciaram a briga foram expulsos, assim como Edenilson e Luciano, que trocaram as primeiras agressões. Perto da partida voltar à normalidade iniciou com uma troca de empurrões entre Pepê e Moisés foi se alastrando até mesmo para os jogadores reservas. Como resultado, o árbitro decidiu expulsar oito atletas: Pepê, Caio Henrique, Paulo Miranda e Luciano, do Grêmio, além de Moisés, Praxedes, Victor Cuesta e Edenílson, do Inter.
Após um pouco mais de 10 minutos de paralisação, o árbitro Fernando Rapallini deu cartão vermelho para Cuesta e Praxedes, do lado do Inter, além de Caio Henrique e Paulo Miranda, do lado gremista. Ao todo, foram oito expulsões na partida.

GRÊMIO 0x0 INTERNACIONAL

Data: 12/03/2020 (quarta-feira)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Fernando Rapalini
Auxiliares: Juan Pablo Belatti e Gabriel Chade
Renda: R$ 3.496.713,00 Público: 53.389 (49.971 pagantes)
Cartões amarelos: Marcos Guilherme, Uendel, Musto (INT); David Braz, Alisson, Victor Ferraz (GRE);
Cartões vermelhos: Luciano, Paulo Miranda, Caio Henrique e Pepê (GRE); Moisés, Cuesta, Praxedes e Edenílson (INT)
GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, David Braz e Caio Henrique; Lucas Silva, Matheus Henrique, Maicon (Jean Pyerre), Alisson (Pepê) e Everton; Diego Souza (Luciano). Técnico: Renato Gaúcho
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel (Moisés); Musto, Edenílson, Marcos Guilherme e Boschilia; Thiago Galhardo (D’Alessandro) e Paolo Guerrero (Lindoso) Técnico: Eduardo Coudet

  Esporte

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: