Grêmio irreconhecível perde para o Libertad 1 x 0 dentro da Arena

By on 13 de Marzo de 2019 0 209 Views

O Grêmio perdeu nesta terça-feira para o Libertad por 1 a 0 na Arena pela segunda rodada do Grupo H da Libertadores da América; este revés diante do time paraguaio não só complicou o Tricolor na maior competição de clubes do continente, como também derrubou a invencibilidade da equipe na temporada.
Gremio jogou sem inspiração e com um desempenho sofrível, o Tricolor Gaúcho não soube superar seu rival. Bareiro foi o autor do único gol aos 47 minutos do primeiro tempo. Esse acabou sendo o primeiro revés gremista na temporada.
Com o resultado, o Grêmio caiu para o terceiro lugar com um ponto e o Rosário Central passa no saldo os gaúchos. Na próxima rodada o Grêmio visita no dia 04 de abril, quinta, o Universidad Católica, às 19h (de Brasília), no Estádio San Carlos de Apoquindo. No mesmo dia o Libertad-PAR recebe o Rosário Central, às 21h(de Brasília), no Defensores Del Chaco.
O Grêmio encontrou dificuldades para se impor ofensivamente. No contra-ataque os paraguaios quase surpreenderam. Por pouco, aos 06, Cortez cochilou, perdeu a bola para Bareiro, que tocou para Martínez. O camisa 11 cruzou para Oscar Cardozo, que voou na bola, mas mandou para fora. Aos 14, Marinho recebeu na direita, deixou o marcador deitado no chão, limpou e bateu, mas a bola saiu.
Passado mais de 20 minutos, o Tricolor Gaúcho não conseguiu se encontrar em campo. Por sua vez, o Libertad avançou as suas linhas o que criou problemas no setor de criação da equipe gremista. Uma jogada de individual de Luan, aos 28, que recebeu de Michel, avançou com a bola e chutou. A bola passou na rente ao travessão e saiu.
A forte marcação dos visitantes complica as ações ofensivas do Grêmio que não furou o bloqueio defensivo da defesa paraguaia. Um lance polêmico, aos 46, Cortez recebeu de Maicon dentro da área, cortou o defensor e desabou. Um minuto depois, Martínez recebeu na esquerda, entortou Geromel e cruzou para Bareiro, que aproveitou o espaço dado para Kannemann e estufou as redes de Paulo Victor.
Maicon e Luan tiveram atuações técnicas individuais muito fracas. Além disso a produção dos laterais Leonardo Gomes e Cortez em termos ofensivos deixou a desejar.
No retorno do segundo tempo, aos 02, Cardoso recebeu na esquerda e encontrou Bareiro livre. O camisa 20 chutou, mas mandou fraco. Paulo Víctor segurou. Bem consciente em campo, os comandados de Chamot tocam com tranquilidade a bola.
Em uma noite infeliz, o atacante Luan foi vaiado pela torcida quando pegou na bola deu um chute bisonho sem direção ao gol. Mais lúcido da equipe gremista em campo, Marinho, aos 20, recebeu de Everton livre e chutou. Martín Silva fez defesa tranquila. Aos 22, Cortez avançou pela esquerda e cruzou na cabeça de André, que mandou para fora.
Aos 27, André preparou para Luan, que chutou por cima do gol de Martín Silva. Com dificuldade de penetrar na área, os jogadores gremistas arriscaram chutes de longa à distância e apostaram na bola parada. Aos 38, Jean Pyerre cobrou falta no canto esquerdo de Martín Silva e a bola saiu rente à trave.
Mesmo com mais posse de bola, o Grêmio foi superado pelo Libertad e teve atuações fracas de Maicon, Luan, Felipe Vizeu e os laterais Léo Gomes e Cortez. As alterações promovidas pelo técnico Renato Portaluppi não surtiram efeito. Os paraguaios se mostraram um time frio e objetivo em campo.
FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 1 LIBERTAD
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data: 12 de março (terça-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Diego Haro-PER
Assistentes: Victor Raez-PER e Michael Orue-PER
Renda: R$ 1.136.733,00
Público Total: 32.998
Cartão amarelo: Maicon, Marinho, Luan (Grêmio) Cougo, Oscar Cardoso, Edgar Benítez (Libertad)
Gol: Bareiro (Libertad-PAR), aos 47 minutos do primeiro tempo.
GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Maicon (Jean Pyerre), Marinho (Diego Tardelli) e Luan, Everton e Felipe Vizeu (André).
Técnico: Renato Portaluppi
LIBERTAD-: Martín Silva; Iván Piris, Luis Cardozo, Paulo da Silva e Ayrton Cougo; Antonio Bareiro, Sergio Aquino (Riveros), Alexander Mejia e Rodrigo Rivero (Edgar Benítez); Óscar Cardozo e Adrián Martínez (Recalde).
Técnico: José Antônio Chamot

  Esporte

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: