Ministério da cultura de Brasil abre inscrições para festival de cine – EMA 2018

By on 10 de Febrero de 2018 0 134 Views

Estão abertas até 10 de março as inscrições para a quarta edição do Festival de Cinema Ambiental e Sustentável do Espírito Santo (Cine.Ema), que será realizado no distrito de Burarama, em Cachoeiro de Itapemirim, de 7 a 9 de junho de 2018. Podem se inscrever no evento, que foi selecionado pelo edital de Mostras e Festivais de Cinema do Ministério da Cultura (MinC), curtas-metragens (até 30 minutos) nas categorias de ficção, documentário, animação ou gênero híbrido que tematizem ou relacionem de alguma forma o meio ambiente e as questões sustentáveis.
Os interessados podem inscrever seu filme por meio do formulário disponível nesta página. Informações detalhadas sobre a forma de seleção poderão ser obtidas no regulamento do festival. Este ano, o Cine.Ema propõe refletir sobre a relação das crianças com a natureza e o respeito ao meio ambiente, contribuindo para a formação de uma consciência ecológica infantil por meio de ações educacionais, com o objetivo de desenvolver uma população que cresça consciente e preocupada com a preservação e conservação ambiental.

Aqui…      Formulário de inscrição e regulamento

Os filmes inscritos serão avaliados por uma curadoria e, caso selecionados, participarão da mostra competitiva do Cine.Ema. O evento premiará os melhores filmes de cada categoria com o troféu “Sino”, criação do artista plástico Bruno Salvador em alusão à lenda da Pedra da Ema. Segundo moradores locais, um escravo teria enterrado um fazendeiro antes de morrer ao lado de um valioso sino de ouro. O tesouro ficava à sombra de uma sapucaieira, em cuja base repousava uma pedra encantada. De acordo com a lenda, o fazendeiro se transformou em uma ema para tentar recuperar o tesouro.

Publico infantil

A novidade de 2018 é a realização do Cine.Eminha, mostra de cinema ambiental infantil, cujos filmes também serão selecionados por meio de inscrição. A mostra visa inicialmente crianças entre 06 e 14 anos, com pelo menos uma sessão e quatro títulos de curta-metragem.

 

(Assessoria de Comunicação – Ministério da Cultura)

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: