Neste domingo 7 No estádio Maracanã, Brasil vai enfrentar o Peru, pelo título da Copa América 2019

By on 5 de Julio de 2019 0 153 Views

Neste domingo (7), às 17hs. No estádio Maracanã, a seleção do Brasil vai enfrentar o Peru, pelo título da Copa América. As equipes. Se Brasil vence alcança o nono título deste torneio
Doze anos se passaram desde que o Brasil conquistou a América pela última vez. O time comandado por Dunga passeou na vitória sobre a Argentina e levantou a taça na Venezuela. Depois de 2007 o torcedor viu o jejum aumentar a cada edição. Em 2011 e 2015, o Brasil caiu nas quartas de final. Já em 2016, sequer passou da primeira fase.
Mas a seleção peruana encara um jejum maior: amarga a fila de 44 anos sem títulos da Copa América – o último foi em 1975.
Realmente é uma final inesperada, pois ainda na primeira fase, jogando na Arena Corinthians, o Brasil derrotou o Peru por 5×0. Para muitos torcedores, imaginar que aquela seleção goleada sem cerimônia chegaria à final era improvável.
Mas Perú chegou e fez isso eliminando favoritos, como Uruguai e Chile. Na semifinal, os 3×0 sobre os chilenos deram ânimo para que o time de Ricardo Gareca possa sonhar com uma reviravolta e um título que coroaria o bom trabalho dele à frente da equipe.
O Brasil conseguiu a classificação para a final da Copa América após vencer a Argentina por 2 a 0, na última terça-feira (2), no Mineirão. Gabriel Jesus e Firmino marcaram para a seleção de Tite.
O Peru se classificou após vencer o Chile por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (3), na Arena Grêmio, na segunda semifinal da Copa América. Os gols peruanos foram marcados por Yotún, Flores e Guerrero. Com o gol marcado, Paolo Guerrero se tornou o maior goleador da história da competição. Com a derrota, os chilenos não vão conseguir defender seu atual bicampeonato.
Ficha Técnica
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro (Filipe Luís); Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino. Técnico: Tite.
Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Luis Abram e Trauco; Tapia, Yotún; Carrillo, Cueva e Edison Flores; Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.
Arbitragem: Roberto Tobar, auxiliado por Christian Schiemann e Cláudio Rios (trio chileno)
VAR: Julio Bascuñan (CHI).

  Esporte

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: