Novo dispositivo permitira ao seu cachorro conversar com você

By on 10 de Agosto de 2018 2 2647 Views

Pesquisadores da Universidade do Norte do Arizona acreditam que, em menos de 10 anos, será possível entendermos, de fato, o que os nossos animais de estimação estão querendo comunicar com aqueles olhares e aquelas viradinhas de cabeça para o lado. Isso porque o grupo de cientistas está utilizando inteligência artificial (IA) para analisar as diferentes entonações e expressões faciais de cães e gatos para, enfim, criar um “tradutor pet” .
A equipe dirigida pelo Dr. Con Slobodchikoff especialista em comportamento animal está desenvolvendo uma tecnologia que interpreta os apelos dos suricatos americanos podendo traduzir os gestos e sons deles, a mesma tecnologia que permitirá no futuro fazer seu cachorro falar com você. Ele afirma que aproximadamente entre 5 a 10 anos, um software poderia estar disponível para conversar com animais, leões, tigres e até mesmo animais de estimação. Eles serão capazes de dizer aos proprietários o que eles querem para o jantar e os donos serão capazes de falar com seus cães.
Será que um dia poderemos nos comunicar com nossos cachorros, utilizando aparelhos de telefone celular, indaga o professor.

A tecnologia poderá um dia ser ajustada para permitir ao seu cachorro ter uma conversa com você.

Con afirma ainda ser possível que os cães possam expressar uma preferência por certos alimentos utilizando a nova tecnologia. Também é esperado que a comunicação com eles possa ajudar a tratar problemas comportamentais.
Em entrevista a revista The Atlantic, o professor Slobodchikoff explicou que está usando um novo software de inteligência artificial para gravar os sinais dos suricatos, que analisa os sinais e traduz para o inglês. Ele explicou que os suricatos avisam os outros membros do bando sobre perigos potenciais, com riqueza de detalhes. Por exemplo: coiote marrom magro se aproximando rapidamente.
Se esse tipo de tecnologia tornar-se uma realidade, poderia mudar o mundo. Considere que, por exemplo, 40% de todas as casas na América tem cães, 33% têm gatos, pelo menos um gato, pelo menos um cão. E considere que cerca de quatro milhões de cães são submetidos a eutanásia todos os anos por causa de problemas comportamentais. Bem, a maioria dos problemas são por causa da falta de comunicação entre o animal e os humanos. O ser humano não pode explicar para o animal o que espera dele e o animal não pode explicar para o ser humano o que ele está sentindo. Imagine se tivermos a chance de conversar com nosso peludo e o cachorro falar “você está me assustando”. Aí você poderia responder “Eu sinto muito, eu não sabia que eu estava assustando você. Vou dar-lhe mais espaço.”
“O que eu estou esperando, na verdade, é que com o tempo, estaremos formando parcerias com os animais, ao invés de explorá-los”, explica. Ele acrescentou que muitas pessoas têm medo de animais ou não se relacionam com eles porque não acreditam que os animais possam contribuir em nada para as suas vidas. Ele prevê que quando as pessoas chegarem ao ponto onde comecem a falar com os animais, compreendam que eles estão vivendo, respirando, pensando, e que eles têm muito a contribuir para a vida das pessoas.
Após 30 anos analisando o comportamento dos animais, o professor declara que já possui a tecnologia necessária para ser capaz de desenvolver um dispositivo do tamanho de um telefone celular, que nos permitiria falar para os nossos cães e gatos.

2 Comments

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: