Presidente Bolsonaro diz que governo não vai criar novos impostos

By on 21 de Julio de 2019 0 135 Views

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta sexta-feira (19) que o governo não vai criar novos impostos e não pretende retomar a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
Segundo Bolsonaro, a intenção do governo é simplificar os tributos federais ao discutir a reforma tributária. “Não criaremos nenhum novo imposto. A reforma que está tramitando lá é a do parlamento, não é a nossa. Conforme explanado na última reunião de ministros, queremos fazer uma reforma tributária e mexer com os impostos federais, apenas”, disse o presidente ao participar de café da manhã com jornalistas da imprensa internacional, no Palácio do Planalto.
E completou: “A equipe econômica está convencida que é apenas tributos federais e queremos simplificar os tributos federais e não criando nenhum novo imposto. Você pode é fundir vários impostos e, logicamente, isso vai acontecer. E CPMF de volta, não”

Viagem à China

O presidente Bolsonaro confirmou que fará uma visita à China, o que está previsto para ocorrer neste segundo semestre, com o objetivo de aprofundar as relações comerciais entre o Brasil e o país asiático. “Tenho certeza que nossa visita será coberta de êxito para nossos dois países. Interessa sim aprofundar o que for possível o nosso mercado”.
O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que também participou do café da manhã, acrescentou que o Brasil tem o maior programa de concessões e privatizações do mundo e está aberto a parcerias com a China em diversas áreas como construção de ferrovias, portos, aeroportos e geração de energia.
“Estamos abertos a todas as parcerias e quando o presidente for a China, vamos levar o portfólio, o conjunto de áreas onde vamos oferecer parcerias concretas para a China”, disse o ministro.
A China é o maior parceiro comercial do Brasil no mundo desde 2009. Em 2018, segundo o ministério da Economia, as trocas comerciais entre o Brasil e a China movimentaram cerca de US$ 100 bilhões, com destaque para as exportações brasileiras de matérias-primas básicas como minério de ferro e soja.
A China também concentra um estoque de investimentos no Brasil, principalmente, em distribuição de energia elétrica e no setor de óleo e gás natural com a parceira junto à Petrobras para a exploração de petróleo do pré-sal no Campo de Libra, que se localiza na Bacia de Santos.

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: