Presidente Bolsonaro inaugura a primeira escola cívico-militar do Rio de Janeiro

By on 14 de Agosto de 2020 0 167 Views

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, inaugurou, nesta sexta-feira (14), a primeira escola-cívico militar do município do Rio de Janeiro. A instituição vai atender 560 alunos, que contarão com aulas de disciplinas complementares como robótica, iniciação científica e esportes. A unidade faz parte do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, uma parceria entre os ministérios da Educação e da Defesa.
Em seu discurso de inauguração, o Presidente afirmou que a escola é um marco para a educação no Rio de Janeiro. “Essa escola é um marco. É a primeira escola aqui no Rio de Janeiro. Como estive na primeira do estado Rio Grande do Sul, em Bagé, há duas semanas, uma escola excepcional. Conheci alguns alunos, como esse garoto que está sentado na minha cadeira aqui. Espero que no futuro ele ocupe essa cadeira e possa realmente mostrar que dá para chegar lá.
Na Escola Municipal Cívico-Militar General Abreu será possível cursar entre o 6° e o 9° ano do ensino fundamental, em turno único de oito horas, das 7h30 às 15h30. Vinculado às disciplinas comuns da matriz curricular, os estudantes também vão receber aulas de iniciação científica, curso de robótica, artes e vão contar com estudo dirigido e tutoria. Ainda participarão de projetos esportivos.
“Tenho certeza que deve estar havendo uma corrida de pais querendo matricular seus filhos aqui. Porque sabem que aqui começa, aqui ele realmente solidifica algo para o seu futuro. Que através do conhecimento, ninguém o tirará, acrescentou o Presidente.

ESCOLAS CÍVICO-MILITARES
Pelo Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares os militares atuam no apoio à gestão escolar e à gestão educacional, enquanto professores e demais profissionais da educação continuam responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico.
A proposta é implantar 216 escolas cívico-militares em todo o país, até 2023. A adesão pelos estados e municípios é voluntária, tendo como primeiro marco a implantação do projeto-piloto em 2020.

PASSAGEM DE COMANDO DO CML
Ainda no Rio de Janeiro, o Presidente Bolsonaro participou da cerimônia de passagem do Comando Militar do Leste, do General de Exército Júlio Cesar de Arruda, para o General José Eduardo Pereira. Para evitar aglomeração e seguindo as orientações do Ministério da Saúde, o evento contou com número reduzido de convidados e Comandantes das Organizações Militares Diretamente Subordinadas.
O Presidente também visitou a Unidade do Batalhão de Operações Policias Especiais (Bope), recebido pelo comandante, Tenente Coronel Nunes, o Presidente posou para fotografias com integrantes do batalhão e recebeu honrarias. Participou, ainda, de um almoço em sua homenagem e acompanhou a demonstração de armamentos apreendidos em ações do batalhão contra o tráfico no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: