Presidente Bolsonaro, nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal

By on 5 de Mayo de 2020 0 216 Views

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal, de acordo com um decreto publicado nesta segunda-feira em uma edição extra do Diário Oficial da União.
A nomeação de Souza acontece cinco dias depois que o juiz Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a posse do delegado Alexandre Ramagem, primeira escolha de Bolsonaro para comandar a Polícia Federal.
Moraes suspendeu a nomeação anterior por suspeitas de “desvio de finalidade” na escolha devido a Ramagem ser amigo dos filhos do presidente e ter sido responsável pela segurança de Bolsonaro desde a campanha eleitoral até sua posse.
Ramagem, que chefiava a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), tinha sido escolhido por Bolsonaro para substituir Mauricio Valeixo, homem de confiança do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.
Insatisfeito com a exoneração de Valeixo do comando da PF, Moro renunciou no dia 24 de abril acusando o presidente de pretender interferir politicamente na corporação, o que provocou a crise política mais séria desde que Bolsonaro assumiu o poder em janeiro de 2019.
As acusações de Moro resultaram na abertura de um inquérito contra o presidente, autorizado pela Suprema Corte.
Rolando Alexandre de Souza é um funcionário de carreira da Polícia Federal, tendo ocupado o cargo de superintendente no estado de Alagoas (nordeste) entre 2018 e 2019.
Em setembro de 2019, a convite de Ramagem, Souza assumiu o cargo de Secretário de Planejamento e Gestão da Abin.
Na Polícia Federal, Souza também foi chefe do Serviço de Repressão de Desvios de Recursos Públicos ocupou postos de direção na Divisão de Combate aos Crimes Financeiros.

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: