Um pouco de minha historia no jornalismo gaúcho

By on 18 de Mayo de 2019 0 261 Views

Escreve: Dom Fernando “O GUARDIÃO” *

Há poucos dias, através da Secretaria do Trabalho, vinculado ao Ministério da Economia, recebi meu registro profissional de jornalista, e esta semana, recebi da Associação Nacional dos jornalistas, (ANAJ) minha carteira de jornalista associado.
Este registro não é obra do acaso. No ano de 1957, trabalhei na Rádio Itaí de Porto Alegre, sob o comando do inesquecível Vergara Marques.
Segui a minha trajetória criando, na cidade de Mostardas um jornal, o primeiro da cidade. Segui em 1987 lançando A Agenda de Educação para o Trânsito, um sucesso na época. Posteriormente continuei, aqui mesmo em Torres, trabalhando com o meu querido amigo Hamilton Coelho, passando também, rapidamente, pela Rádio Maristela.
Escrevi algumas colunas no Jornal Norte sul, logo no seu início. Criei um cartaz, com chamamento sobre os malefícios do uso de drogas, e finalmente estou por aqui há alguns meses. Por toda essa história considero justo o meu Registro Profissional de Jornalista.
Estes fatos que se somam a minha trajetória profissional na área do Direito, me obrigam a assumir novos compromissos perante a Sociedade.
Prometo fazer bom uso desta credencial lutando para pelo menos diminuir as desigualdades sociais que existem até mesmo em nosso município. Mas principalmente:
Prometo continuar esta luta em defesa dos Diretos dos Idosos.
– Prometo não deixar, enquanto as minhas forças e o tempo que me resta permitirem, que sejamos ignorados por grande parte da população: me enganei… Pior do que sermos ignorados é sermos taxados como estorvos, como eu já ouvi: vai dormir. já me disseram enquanto eu atravessava uma rua, como o nosso tempo tivesse acabado e que só nos restasse dormir até o sono eterno chegar.
– Prometo estar na frente de todos, nas manifestações que busquem uma melhor qualidade de vida para nós e para os mais necessitados, que são tantos.
– Prometo até ficar calado, quando eu vir que o silencio é a melhor resposta. Sei lá, são tantas as promessas, mas eu continuo prometendo até que eu parta em definitivo… (em definitivo não, porque de alguma forma eu estarei sempre por aqui.)
CANSEI DE TANTAS PROMESSAS, SÓ ME RESTA CUMPRI-LAS…  ATÉ PRÓXIMA SEMANA.

 

*Luiz Fernando Sanzi
Jornalista – Advogado

Deixe uma resposta

A %d blogueros les gusta esto: